segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Yehudah Aryeh Leib Alter




Também conhecido pelo título da sua principal obra, o Sfat Emet ou Sefat Emet, foi um rabino hassídico que sucedeu ao seu avô, o rabino Yitzhak Meir Alter.



Yehudah Aryeh Leib Alter (1847-1905)


Ele nasceu em 1847 e deram-lhe o nome de Yehuda Leib, mas era conhecido pelos familiares e amigos como Leybl. O seu pai, o rabino Avraham Mordechai Alter, morreu quando Yehuda Leib tinha apenas oito anos de idade, e sua mãe morreu antes disso. Órfão de ambos os pais, ele foi criado por seus avós, o rabino Yitzhak Meir Alter (conhecido como o Chiddushei Harim) e sua esposa. Quando tinha cerca de 10 anos de idade, o seu avô o levou para visitar o Rebe Kotzker, um encontro que o influenciou ao longo de toda a sua vida.

Quando seu avô, o rabino Yitzhak Meir, morreu em 1866, muitos dos Hasidim tentaram dar a Yehudah Aryeh Leib o manto da liderança, tinha ele dezoito anos de idade. Ele recusou essa posição, e a liderança do hassidismo foi para o Rabino Chanokh Heynekh HaKohen Levin de Aleksander. Após a morte deste último, em 1870, o hassidismo conseguiu por fim o parecer favorável do Yehudah Aryeh Leib para se tornar o seu Rebe.



Rabino Yehuda Leib Aryeh foi um dos maiores estudiosos da Torá da sua geração, ensinou alunos como o rabino Nachman Shlomo Greenspan e muitos outros. A sua produção foi prodigiosa e ficou gravada nas suas obras, Sefat Emet, lidar com o Talmud, a ética do Midrash, e misticismo do Zohar.

A obra Sfat Emet


Durante a Guerra Russo-Japonesa muitos de seus jovens seguidores foram convocados para o exército russo e enviados para os campos de batalha na Manchúria. O Rebe estava muito preocupado com os seus devotos e escrevia-lhes constantemente. Mas a sua saúde foi ficando muito frágil e ele morreu com a idade de 57 no dia 11 de Janeiro de 1905 (5 Shevat 5665). Faz precisamente hoje 109 anos da data do seu falecimento.



Túmulo de Yehudah Aryeh Leib Alter 
e de Yitzchak Meir Alter (second left)


Mal se espalhou a notícia do seu falecimento, muitas pessoas correram para Ger nessa mesma manhã. Muito embora a ferrovia tivesse disponibilizado alguns comboios extras não havia quase nenhum espaço dentro dos mesmos e milhares de pessoas ficaram mesmo qualquer transporte para viajar. Um elétrico com capacidade para 44 pessoas levou mais do dobro, não havia nem um mínimo intervalo entre os viajantes. Num outro algumas pessoas desmaiaram, como resultado das condições de superlotação.

O Rabino Yehuda Leib Aryeh foi sucedido como Rebe Gerrer por seu filho, o rabino Avraham Mordechai Alter.


Esta foto é da Yeshiva Sfat Emet em Jerusalém que inclui os seus ensinamentos no currículo até aos dias de hoje.


Fontes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário