domingo, 23 de fevereiro de 2014

Vamos seguir caminho? Desta vez até à Idanha-a-Nova!






Medelim foi vila e sede de concelho até ao início do século XIX. Era constituído apenas pela freguesia da sede e tinha, em 1801, 492 habitantes.




Freguesia portuguesa do concelho de Idanha-a-Nova, na região da Beira, com 270 habitantes.


Repovoada por D. Sancho I, foi priorado da apresentação do marquesado de Cascais e sede de concelho, com Câmara e Justiça próprias, do que restam ténues vestígios. 


Até o século XVI viveu em Medelim uma comunidade judaica, que habitou a actual Rua da Judiaria.


Localização da R. da Judiaria de Medelim.




Segundo a tradição popular o bairro judeu de Medelim teria funcionado como um "guetto" por se tratar de uma rua fechada com dois portões, um ao cimo da rua, que fechava desde o antigo forno de cal e o outro portão no final da rua.




Rua da Judiaria de Medelim



Trata-se de um belo conjunto de casas de balcão, algumas das quais revelam o modo de vida dessa comunidade com vestígios de comunicação entre si, e com uma fasquia muito próxima da sua configuração original.




Na Rua da Judiaria existe um prédio, conhecido de Casa do Judeu, adquirido e recuperado pelo concelho de Idanha-a-Nova, e que funciona como sede do grupo de artesanato "O Arcaz".

Placa identificando a casa de um judeu em Medelim



Além disso, todo indica que na Judiaria de Medelim existiu uma Sinagoga, tão desajeitadamente desmantelada para a construção de uma moradia, que é hoje irreconhecível a sua fasquia original. Tratava-se de uma edificação cujo balcão, fora do vulgar, possuía dois vãos de escadarias que se encontravam num só patamar.




A casa que possivelmente terá sido a Sinagoga


Foi realmente pena que o Ti Mário, actual dono desta casa e neto do Sr.  Elias Xavier, ter sido notificado pelo poder autárquico a fazer obras nas ruínas que eram as casas e que não tenha tido até  à data o apoio competente para o desenvolvimento do projecto que transformou as duas casas numa só; tal teria sido possível, com competência e sensibilização arquitectónicas, respeitar minimamente a traça original mesmo sem a submissão à ditadura da arquitectura.



Reconstituição da antiga sinagoga de Medelim realizada por A.Pires.




Fontes:

GoogleEarth

Nenhum comentário:

Postar um comentário