quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

E de volta ao passado, desta vez vamos até ao:



Fundão


O Fundão é uma cidade portuguesa no Distrito de Castelo Branco, região Centro e sub-região da Cova da Beira, com cerca de 9 236 habitantes.


O topónimo do local Fundão foi pela primeira vez referido em documentos do século XIV. A história desta cidade enquanto centro urbano preeminente é condicionada desde o início pelos cristãos-novos.

Após a expulsão dos Judeus nos reinos de Espanha, grande número de refugiados veio a se estabelecer na Cova da Beira, onde já havia minorias judaicas significativas.



Foram estes imigrantes, fundando bairros dos quais o mais importante se situava em volta da Rua da Cale (Rua do Encontro ou da Sinagoga em Hebraico) que permitiram ao Fundão assumir as dimensões de uma verdadeira cidade. O influxo de mercadores e artesãos judeus iria transformar a cidade num centro importante para o comércio e a indústria.

Rua da Cale, também conhecida por Rua do Encontro ou Rua da Sinagoga 





Mapa com a localização da Rua da Cale




A Judiaria do Fundão ficava situada junto ao bairro de Santo António na zona leste da cidade. Esta judiaria foi crescendo ao longo dos anos tendo o seu apogeu com a chegada dos Judeus expulsos dos reinos de Espanha.

Bairro de Santo António




Mapa com a localização do Bairro de Santo António


Com o estabelecimento da Inquisição, começaram as perseguições aos Judeus e cristãos-novos, tendo sido numerosas as expropriações, as torturas e as execuções.

Ainda hoje são frequentes os nomes dos cristãos-novos nos habitantes da região. A cidade perdeu assim nessa altura grande parte do seu dinamismo económico.

No período do Iluminismo do fim do século XVIII, o então primeiro-ministro do reino, o Marquês de Pombal, após equiparar legalmente os cristãos-novos aos cristãos-velhos, procurou restaurar a preeminência económica da cidade fundando a Real Fábrica de Lanifícios, onde está hoje situada a Câmara Municipal.



Câmara Municipal do Fundão




Fontes:


(Por Caeiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário