sábado, 19 de outubro de 2013

O dia de hoje na história judaica - 15 Cheshvan 5774



Falecimento de Matityahu (139 AEC)


Matatias. Ilustração do Promptuarii Iconum Insigniorum, 
por Guillaume Rouillé.


Matatias ben Johanan (em hebraico, מַתִּתְיָהוּ בֶּן יוֹחָנָן הַכֹּהֵן, transl. Matityahu ben Yoanan HaKohen; morto em 165 a.C.) foi um Cohen (grande sacerdote) do templo de Jerusalém cujo papel na revolta contra os gregos sírios é relatado nos Livros dos Macabeus. Matatias foi protagonista na história do Hanukkah e é lembrado no Amidah durante os oito dias do festival. Era o pai de Judas Macabeu, líder dos macabeus.

Matatias já era idoso quando as primeiras medidas anti-judaicas do rei selêucida, Antíoco IV, foram implementadas. Em 167 a.C., um emissário do rei, chamado Apeles de acordo com Flavius Josephus, construiu, em Modiin, um altar dedicado a um deus helênico e ordenou a Matatias, que era o cidadão mais importante e espiritualmente influente da aldeia, que fizesse um sacrifício ao ídolo, obedecendo a instruções do rei. 





Ele, porém, recusa-se a obedecer, exortando os judeus a não abandonar suas crenças e práticas ancestrais e quando um judeu helenizado se declara disposto a colaborar com o governo, Matatias mata-o e destrói o altar, enquanto seus filhos matam o enviado selêucida. Matatias, então, dirige-se à multidão e novamente exorta os judeus a permanecerem fiéis à Lei e a participarem de sua insurreição.







Ao ser anunciado o decreto de sua prisão, Matatias se refugia nas montanhas da Judeia com os seus cinco filhos - Jônatas, Eleazar, João, Judas e Simão. Muitos dos seus compatriotas o seguiram, incluindo outros rebeldes, como os hasidim.


Este foi o primeiro episódio da Guerra dos Macabeus contra o império selêucida, que resultou na independência dos judeus após 400 anos de dominação estrangeiro.



Fontes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário