domingo, 7 de outubro de 2012

Shemini Atseret e Simchat Torá!




Porque é difícil dizer adeus.

Pintura de Shoshannah Brombacher


Logo após a Festa de Sucot, vêm os alegres dois dias de Shemini Atseret e Simchat Torá. (Em Israel, a festa é “compactada” num único dia).
Isso é análogo a um rei que convidou os filhos para um banquete que dura alguns dias. Quando chega a hora de partirem, o rei diz: “Meus filhos! Por favor, fiquem mais um dia; é difícil para mim, separar-me de vocês!” (Midrash).


Velas são acesas nas duas noites de Yom Tov, e o kidush e refeições são apreciados nas noites e dias do feriado. Não trabalhamos, dirigimos, escrevemos nem acionamos aparelhos elétricos. Mas temos permissão de cozinhar e carregar para fora.

Shemini Atseret
Pintura de Datloof Galina


Em Shemini Atseret ainda comemos na sucá (segundo o costume da maioria das comunidades), mas sem recitar a bênção sobre a sucá. As “Quatro Espécies” não são mais balançadas neste dia.
O serviço matinal de Shemini Atseret inclui Yizkor, bem como a prece especial pela chuva, lançando oficialmente a estação chuvosa no Mediterrâneo (a prece silenciosa, Amidá, é alterada neste trecho. De “morid a tal”,(“Faz cair o orvalho”) para “Mashiv haruach umorid hagueshem” (“Faz soprar o vento e cair a chuva”).

Simchat Torá
Pintura de Mihaelov Myriam

  
O segundo dia é chamado Simchat Torá (“Alegrando-se com a Torá”). Não comemos mais na sucá. Neste dia concluímos, e começamos novamente, o ciclo anual de leitura da Torá, um ato que produz incomparável alegria.
O ponto principal de Simchat Torá são as hacafot, na qual marchamos, cantamos e dançamos com os Rolos de Torá ao redor da bimá, mesa de leitura da Torá na sinagoga. As hacafot são feitas duas vezes, à noite e na manhã de Simchat Torá, e em algumas comunidades, também na noite de Shemini Atseret. Todos recebem uma aliyah em Simchat Torá, até as crianças.






Fontes:
O 1º video já é do ano 5772, mas sempre atual. J

Nenhum comentário:

Postar um comentário