segunda-feira, 10 de março de 2014

A Vida e Obra de Naphati Bezem





Naftali Bezem (em hebraico: נפתלי בזם, nasceu no ano de 1924) é um pintor, muralista e escultor israelita.



A história de vida de Bezem é essencial para a compreensão da sua arte. Ele nasceu em Essen, na Alemanha, numa família de judeus ortodoxos que tinham emigrado da Polónia. 



Mas, em 1938, a sua família foi expulsa do país e colocada num campo de refugiados. Com a idade de catorze anos, poucos dias antes do início da Segunda Guerra Mundial, os seus pais conseguiram mandá-lo para a Palestina sob os auspícios da Aliyat Han'oar (Juventude de Imigração). 




Durante anos, Bezem viveu constantemente preocupado com a segurança dos seus pais, acabando mais tarde por ser informado que eles tinham morrido em Auschwitz. 


Naftali acabou por ficar sozinho com suas memórias.


Em meados dos anos 40, estudou na Escola Bezalel de Artes e Ofícios em Jerusalém, onde um de seus professores foi o extraordinário pintor simbolista judeu Mordechai Ardon. Imbuído das ideais de HaShomer Hatzair, num movimento juvenil socialista-sionista, Bezem viu o seu futuro como artista com uma agenda social. 




Acreditando que a pintura de murais seria o melhor caminho a seguir, partiu para Paris para estudar numa escola de ensino católica onde se especializou em técnicas de pintura de parede.



Depois de 15 anos auto-exílio na Europa, ele voltou para casa, no seu sentido mais profundo, apesar de parecer que nunca tinha partido. A sua linguagem é exclusiva e pessoal; esta singularidade preservou-o ao longo dos anos da influência de tendências, modas e críticas. Seu estilo único, claro decorre do seu profundo conhecimento; as suas obras artísticas transformaram a história judaica numa experiência histórica artística.




Depois de anos de frustração e decepção, o estabelecimento de arte parece agora pronto para oferecer a Bezem um lugar sólido na história da arte israelita.



Mural de Bezem num posto de correios


As suas obras públicas mais famosas incluem uma escultura numa parede em Yad Vashem, em Jerusalém e num mural de tecto na sala de recepção principal da residência do presidente, em Jerusalém.


Mural de Bezem em Yad Vashem


 Mural de tecto na sala de recepção da residência principal do Presidente, em Jerusalém.

E para finalizar este artigo, deixo-vos com um quadro intitulado: “A Festa”




Fontes:

www.geolocation

Nenhum comentário:

Postar um comentário