quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

O dia de hoje na história judaica – 8 Tevet de 5774



A Torá é traduzida para a língua grega
(246 AEC)


Fragmento da Septuaginta, do século I


Numa segunda tentativa de traduzir a Torá para o grego (após uma tentativa mal sucedida 61 anos antes), o imperador greco-egípcio Ptolomeu reuniu 72 sábios de Torá, trancou-os em 72 salas separadas e ordenou-lhes que produzissem uma tradução.

A 8 de Tevet do ano 3515 da Criação (246 AEC), eles produziram 72 respectivas traduções, incluindo mudanças idênticas em 13 locais (onde cada qual achou que uma tradução literal seria uma corrupção do verdadeiro significado da Torá). Essa obra em grego ficou conhecida como Septuaginta, “dos setenta” (embora versões posteriores que levam este nome não sejam consideradas fiéis aos originais).

O grego tornou-se assim, um importante e segundo idioma entre os judeus, como resultado dessa tradução. Durante os tempos talmúdicos, o dia 8 de Tevet era observado por alguns como dia de jejum, expressando o temor do efeito prejudicial da tradução.

Septuaginta é o nome da versão da Bíblia hebraica para o grego koiné, traduzida em etapas entre o terceiro e o primeiro século a.e.c. em Alexandria. De entre outras tantas, esta é a mais antiga tradução da bíblia hebraica para o grego, língua franca do Mediterrâneo oriental pelo tempo de Alexandre, o Grande.

A tradução ficou conhecida como a Versão dos Setenta (ou Septuaginta, palavra latina que significa setenta, ou ainda LXX), pois setenta e dois rabinos  (seis de cada uma das doze tribos) trabalharam nela e, segundo a história, teriam completado a tradução em setenta e dois dias.


Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário