sexta-feira, 23 de novembro de 2012

"O sonho de Jacob".



 
Pintura de Philippe Duneton: “ Yaacov Dream”

Quando Yaacov chegou ao monte de Moriyá, rezou naquele local, e quis partir após terminar a reza, pois o dia ainda estava claro, e poderia continuar viagem.
Quando estava prestes a partir, a luz do sol desapareceu subitamente, envolvendo-o na escuridão, de maneira que não poderia seguir viagem.
D'us queria revelar-se a Yaacov num sonho profético. Para isso, fez com que o sol se pusesse mais cedo, a fim de detê-lo para pernoitar no monte de Moriyá.
Yaacov, então preparou-se para dormir: como não tinha acomodações no monte de Moriyá, teria de passar a noite no campo. Juntou doze pedras e as colocou em torno de sua cabeça para afastar animais selvagens. Uma das pedras pôs sob a cabeça como travesseiro. Então adormeceu.
(É um fato extraordinário que Yaacov adormeceu tendo o campo como cama, e uma pedra como travesseiro. Apesar dos perigos da jornada, Yaacov dormiu pacificamente, por causa de sua grande e inabalável fé em D'us. Sua devoção à D'us era tão profunda que sua precária situação não o pertubava.)
Sem saber, Yaacov usara as dozes pedras do altar construído por Avraham quando levou Yitschac para o monte de Moriyá.
Enquanto Yaacov dormia, cada pedra pedia: "Quero que o tsadic Yaacov descanse sua cabeça sobre mim!"
Milagrosamente, as pedras foram se aproximando para mais perto da cabeça de Yaacov de tal modo que se fundiram numa só pedra.
Desta maneira, D'us deu a entender a Yaacov que seus doze filhos iriam, juntos, fundar uma nação sagrada, o povo judeu.
O Sonho Profético da Escada de Yaacov
Naquela noite, D'us revelou-se a Yaacov num sonho profético. Sua intenção era fortalecer Yaacov, assegurando-lhe que a ajuda Divina permearia todos os futuros eventos.
Yaacov viu no sonho uma longa escada apoiada no chão, cujo topo se estendia céu adentro. Havia anjos - os anjos de Israel que haviam cuidado de Yaacov até o momento - que subiam a escada, voltando para o céu. Em seu lugar, outros anjos desciam a escada. Estes eram anjos que vieram acompanhar Yaacov fora de Israel e protegê-lo na casa de Lavan (Labão).
Logo depois, o Próprio D'us apareceu a Yaacov em sonho e prometeu-lhe:
"Irei protegê-lo pelo seu caminho e na casa de Lavan até você retornar em segurança para Terra de Israel."
Yaacov teve também uma visão na qual D'us dobra a terra toda de Israel e coloca-a sob sua cabeça, tal como se alguém dobrasse um mapa. Sua cabeça agora repousava sobre a terra, em sua totalidade. Isto simbolizava que a posse de Israel será concedida a Yaacov, e que seus descendentes conquistá-la-ão facilmente.
Quando Yaacov acordou, exclamou:
"Se soubesse que este era um lugar tão santo, não teria ousado dormir aqui! Prevejo que exatamente neste local será construído o Bet Hamicdash (Templo Sagrado). Os judeus irão rezar e oferecer sacrifícios aqui. Suas preces e o agradável odor dos sacrifícios subirão direto a D'us e Ele os aceitará. Este é o portal de entrada para o Céu."
Yaacov então prostrou-se e fez uma promessa: "D'us, se Você permanecer comigo durante todo o meu caminho, guardar-me e proteger-me, para que retorne à casa de meu pai íntegro física e espiritualmente, oferecer-lhe-ei sacrifícios. Se Você prover-me meu pão para comer, e roupas para vestir, prometo-Lhe dar o dízimo de tudo o que Você me der!"
Yaacov, o tsadic, pediu a D'us que lhe provesse apenas as necessidades vitais, e não o luxo.

Pintura de Philippe Duneton: “ Candles”

Fonte:
http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/892418/jewish/Yaacov-Adormece-no-Monte-de-Moriy.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário