terça-feira, 6 de novembro de 2012

Maya Green na primeira pessoa



 


Eu sou artista, porque é a minha natureza e de certa maneira é o meu instinto, eu não poderia viver de outra forma. O meu desejo é que as pessoas depois de verem as minhas pinturas, fiquem mais felizes e mais amáveis.



Eu nasci e cresci na Ucrânia e desenvolvi o meu primeiro amor pela arte na minha terra. Comecei a sentir curiosidade pelo padrão da luz e da interação da cor desde tenra idade. Estudei na Escola de Arte, na Ucrânia. Em 1978 terminei a minha formação em Mecanismo da Arte. Em 1996, mudei-me para Israel e estabeleci-me em Tiberíades, onde continuo a exercer a minha paixão como pintora e escultora. Atualmente vivo e trabalho entre Telavive e Los Angeles.



  Sobre o meu trabalho artístico:




Muitas vezes perguntam-me por que pinto, como o faço, se estou cansada, qual é o propósito, o que eu quero dizer em minhas obras de arte e etc.



  
 Honestamente, eu não estou cansada de todo. Eu não consigo parar de criar, para mim seria o mesmo que parar de respirar. Ser artista não é para mim  uma ocupação, é mais um pouco como uma doença.  A arte é um estado de espírito. Todas as minhas obras expressam um conceito diferente feito com um forte sentido de espiritualidade e sensibilidade.




No meu trabalho eu procuro complementar os momentos que vivencio. Tento quebrar a vida dos seus fundamentos visuais, luz, escuridão, tom de equilíbrio e movimento e com isto acabo por revelar uma nova perspetiva das situações vividas. Gosto de captar a essência de um momento e considerar uma pintura completa apenas quando a ideia que eu estou a tentar expressar corresponde os pensamentos em minha mente.

 Muitas vezes, esse processo deixa-me nua e sinto-me excecionalmente vulnerável.






 

Maya acrescenta:


Nos meus trabalhos eu reproduzo as minhas impressões cotidianas e gosto de as partilhar com todos. Eu desejo "aquecer" todos os que gostam da minha arte, iluminar o seu dia e fazê-los felizes. Portanto, se alguém, enquanto olha para o meu trabalho artístico recebe uma especial sensação de algo bom e pessoal, eu fico satisfeita.







O seu desejo de fazer os outros felizes com o seu trabalho cumpriu-se em mim na totalidade. O seu trabalho tem vida, movimento, cor, música, alegria e muita luz.  Estou feliz e deu-me um prazer imenso fazer este trabalho sobre si. Poder partilhar o conjunto das emoções que senti com estas tão belas pinturas. J
Obrigada Maya
ZD




Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário