quarta-feira, 9 de abril de 2014

A Haggadah Ashkenazi



Uma Haggadah de Pessach


Seder de Pessach (detalhe), Ashkenazi Haggadah, 1460


     A Haggadah Ashkenazi, de rito alemão, é uma Haggadah de Pessach e faz parte do acervo da British Library. Com texto e comentários do rabino Eleazar de Worms (c.1176-1238), foi composta em 1460, na Alemanha (Ulm?), pelo escriba Meir Jaffe e pelo iluminista Joel ben Simeon (chamado Feibush Ashkenazi). 

     A primeira imagem deste artigo, o Seder de Pessach, faz parte de uma iluminura dedicada ao “Pão da Aflição”, a matzah (pão não fermentado) que os nossos antepassados israelitas comeram à pressa antes de saírem do cativeiro do Egipto. 



O Pão da Aflição, fol. 6


     “O Pão da Aflição” é uma passagem da Haggadah que lemos quando convidamos todos os necessitados a partilharem do nosso Seder: «Este é o pão da aflição, que os nossos pais comeram na terra do Egipto». Na iluminura, decorada com motivos florais, o texto aparece entre arcos góticos, sob os quais se encontram duas figuras masculinas segurando bandeirolas, e a mesa do Seder. Entretanto, os participantes sentados à mesa são observados por uma cegonha, que se encontra na margem inferior esquerda.



YaKeNHaZ, fol. 4


    Nesta página a miniatura de uma cena de caça ilustra a mnemónica YaKeNHaZ – Yayin (vinho), Kiddush (bênção), Ner (vela), Havdalah (separação) e Zman (tempo). A mnemónica YaKeNHaZ, que ajuda a lembrar a sequência do ritual quando o término do Shabbat coincide com a véspera de um Festival, soa de forma semelhante a jag den Haas, que na língua alemã significa caça à lebre. Na margem esquerda está um homem sentado a olhar para as suas unhas. 



Bênção do vinho, fol. 4v


    A palavra Baruch (Bendito), desenhada em letras coloridas sobre um fundo de ouro, inicia a bênção do vinho; do lado direito, Joel ben Simeon, com o seu habitual sentido de humor, apresenta um homem bebendo copiosamente uma taça de vinho, enquanto apoia o braço esquerdo na mesa. 



 O Êxodo do Egipto, ff. 14v-15


   Nesta ilustração de duas páginas (da direita para a esquerda), é descrito o Êxodo dos Israelitas perseguidos pelos egípcios (fol. 14v), e Moisés dividindo as águas do Mar Vermelho com a ajuda de uma mão divina (fol. 15). 



As Dez Pragas, fol. 17


A ilustração das Dez Pragas do Egipto inclui dez medalhões, cada um deles descrevendo a respectiva praga: 



A água transformou-se em sangue



As rãs no Nilo



Os piolhos surgidos do pó da terra



Enxames de piolhos e animais ferozes



A pestilência




A sarna, trovões e granizo, a praga dos gafanhotos, escuridão total e a morte dos primogénitos (da direita para a esquerda).



“Derrama a Tua ira”, fol. 31 (detalhe)


    Detalhe com a palavra Shefoch (Derrama) - Salmo 79:6 – “Derrama a Tua ira sobre os povos que não Te reconhecem e sobre os reinos que não invocam o Teu nome”. O painel é decorado com ramagens, frutos e pássaros. Na margem esquerda, um busto masculino segura a quarta taça de vinho do Seder – A Taça da Restauração - «Eu vos tomarei por Meu povo, e serei por vós D’us». 



CHAG PESSACH SAMEACH


São os votos da nossa amiga

Sónia Craveiro,


que elaborou e ofereceu a todos nós este artigo com estas belíssimas ilustrações desta tão linda Haggadah.
JJJ



Fontes:


Bíblia Hebraica, Editora & Livraria Sêfer, São Paulo, Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário