terça-feira, 19 de agosto de 2014

Curiosidades Judaicas | Setúbal

Setúbal

Setúbal é uma cidade portuária portuguesa situada na margem norte da foz do rio Sado, no litoral do Oceano Atlântico.
Setúbal já existe desde o tempo dos romanos, mas na época era uma aldeia.


Durante o reinado de João III (1521-57), Setúbal tornou-se um importante centro do criptojudaísmo em consequência das actividades do chamado Messias de Setúbal, Luís Dias. Apesar da sua pobreza e falta de formação, Dias ganhou a devoção de muitos marranos e mesmo cristãos.

A comunidade  marrana de Setúbal, ao contrário de outras comunidades de marranos mais afastadas, desapareceu no século XX. Uma dezena de famílias judaicas estabeleceram-se em Setúbal ao abrigo do período liberal português encetado em 1910.

Os judeus em Setúbal, a par dos mouros, – a Mouraria –, tinham assim uma representação espacial localizada (Judiaria) na direcção da Avenida Luísa Todi.




Acreditamos que a capela de Santo António seria a Sinagoga, devido à posição do altar, que não está localizado em direcção ao Oriente como nas outras Igrejas, segundo fonte fornecida pelo falecido capitão Rebelo.



A Capela de Santo António do Postigo terá sido edificada pelo ano de 1679 (data inscrita em lápide sobre porta de acesso ao edifício), situa-se na zona da antiga judiaria, no interior do recinto das muralhas medievais de Setúbal, junto de um postigo aberto na mesma.




Como a informação que disponho sobre os judeus e sua judiaria de Setúbal, tal como de outras cidades, é pouca, deixo-vos aqui este vídeo que passou ontem, dia 18 de Agosto na RTP2, que vai enriquecer um pouco mais este pequeno artigo, não só pela informação, mas pelas imagens dos locais por onde andaram e viveram, as nossas gentes de nação. 







Fontes:
www.diocese-setubal.pt/site/index.php?name=CmodsDownload
RTP2 – A Fé dos Homens Emissão de 18 Ago 2014 Parte II

5 comentários:

  1. Shalom, Ziva! Este programa de 18 de Agosto que passou na RTP2 já foi removido da rede, certo? Não tem forma de o ver de novo?...

    ResponderExcluir
  2. Shalom D'Almeida, boa pergunta, só agora é que reparei, ainda não tinha dado conta.Agora se calhar só pedindo aos arquivos... Vou falar com uma pessoa e perguntar como consigo visualizar de novo.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Ziva, isso seria maravilhoso!...

    ResponderExcluir
  4. A minha bisavó era Dias, e era de Setúbal.

    ResponderExcluir