segunda-feira, 2 de setembro de 2013

O dia de hoje na história judaica - 27 Elul 5773


Falecimento do Rebe de Belzer (1855)


Dia 27 de Elul é o yahrtzeit do Rabi Shalom Rokeach (1779-1855), fundador da dinastia hassídica de Belz, na Ucrânia.

Os túmulos de três tzadiks Belz, membros da hassídica Dinastia Belz  Rokeach:


Shalom Rokeach (1779-1855), Yehoshua Rokeach (1825-1894) e Yissachar Dov Rokeach (I) (1854-1926). Todos os anos, pelo menos 10 mil judeus de todo o mundo vêm aqui para prestar homenagem aos túmulos dos Tzadiks (justos). Os judeus hassídicos acreditam que a alma de um homem regressa para o lugar onde ele (ela) está enterrado, no aniversário da sua morte.

No caso do Tzadik, os judeus vêm pedir ao seu espírito para os ajudar com as questões importantes da vida. Eles trazem pequenas folhas de papel com pedidos para colocar no túmulo do estimado rabino e colocam-nos sob a respectiva lápide. Velas são enviadas de vários locais por aqueles que não podem vir queimá-las ao lado da sepultura.



Shalom Rokeach (1781 - 1855), também conhecido como o Sar Shalom (em hebraico: שר שלום, "Anjo da Paz"), foi o primeiro Rebe Belzer.




Na cidade de Belz consta que era chamado de "Der Alter Rov" (o velho rabino)


No hassidismo Belzer, ele é conhecido como "Der Ershter Rov" (o primeiro rabino), mas na cidade de Belz consta que era chamado de "Der Alter Rov" (o velho rabino), em deferência ao Bach, que presidiu como rabino de Belz, no século XVI.



Seu pai foi o rabino Eleazar, um dos sábios do Kloyz de Brody. O último foi o neto de Rabi Eleazar, autor de Maaseh Rokeach, rabino de Brody, até 1736, e ainda, o Rabino Chefe de Amsterdão.




Rokeach cresceu órfão e foi criado por um tio, irmão de sua mãe, o rabino Dov Yissachar Ramraz, rabino de Skohl, então na Galicía, (região que fica entre a Ucrânia e a Polónia). Rokeach casou-se com a filha de seu tio, Malka (1780 - 23 de Agosto 1853).


A sinagoga em Belz, construida em 1843, destruída pelos nazis durante a II Guerra Mundial, e demolida em 1950.


 Na cidade de Skohl ele foi influenciado pelo rabino Shlomo (Flam), o Rebe de Skohl (também conhecido como Reb Shlomo Lutzker), que foi o escritor pessoal e braço direito do rabino Dov Ber de Mezeritch, o sucessor do Baal Shem Tov, fundador do hassidismo. Desde seu tio e sogro que se oponha ao hassidismo, Rokeach saía à noite e secretamente pela janela do quarto de sua esposa, para aprender com o rabino Shlomo Lutzker a midrash. Ele também foi um discípulo do Seer de Lublin.

Compôs várias músicas, a maioria delas ainda cantada pelo hassidismo Belzer, incluindo um nigun (melodia) para a Tzur Mishelo durante a Shalosh Seudot terceira refeição do Shabbat.


Muitos de seus ensinamentos são preservados numa antologia intitulada Midbar Kodesh.


Ele reinou como rabino de 1817 até à sua morte em 1855. Além de liderar o hassidismo, ele defendeu os judeus sitiados no seu bairro do governador. Há uma troca de palavras famosa entre ambos, o governador do distrito convidou-o para o seu escritório e disse: 

- "Você sabe que eu sou o segundo Haman? " 

E Sar Shalom respondeu: 

- "A sorte não estava do lado do primeiro, também." 

O governador ficou tão impressionado pela posição firme do Rebe que lhe prometeu pôr fim à perseguição dos judeus.


Fontes:





Nenhum comentário:

Postar um comentário