sábado, 6 de julho de 2013

Rabbi Moshe Teitelbaum





The Yismach Moshe


Rabbi Moshe Teitelbaum, (em hebraico: משה טייטלבוים), nasceu em 1759 e faleceu a 16 Julho de 1841, também conhecido como o Yismach Moshe, foi o Rebe de Ujhely na Hungria.


De acordo com Löw, ele assinou seu nome "Tamar", sendo este o equivalente a Teitelbaum, que significa "palmeira" em iídiche. Teitelbaum foi fundamental na introdução do judaísmo hassídico na Hungria. O Rebe opôs-se inicialmente ao hassidismo mas depois que o seu genro o apresentou ao Chozeh de Lublin e depois de várias conversas, o Rebe acaba por se tornar um grande adepto.





Teitelbaum começou por ser rabino em Przemyśl, e mais tarde em Sátoralja-Ujhely, onde foi chamado em 1808. Em Ujhely ele fundou uma congregação hassídica que era independente dos líderes galegos. Em 1822 Teitelbaum era suspeito de ter amuletos fornecidos a determinados culpados judeus que haviam sido presos por difamação, a fim de ajudá-los a escapar. Quando chamado a justificar-se, ele declarou que os amuletos em questão eram apenas substitutos da mezuzá e que sua única finalidade era proteger os seus portadores contra o mal. 









Este era o amuleto judaico, composto por vários nomes 
divinos, atribuído ao Yismach Moshe






Teitelbaum desfrutou de uma reputação invejável, inclusive o rabino Moses Sofer chegou a prestar-lhe homenagem.

Pintura do Chatam Sofer
(carece do nome do pintor)







Teitelbaum é autor de três obras principais, Heishiv Moshe "Respondeu Moisés", uma coleção de responsa, Tefillah le-Mosheh, (um comentário sobre Salmos) e Yismach Moshe "Moisés se alegrou", 1849, e uma 2ª edição em 1898. 




Yismach Moshe 
"Moisés se alegrou"



 Dia 28 de Tamuz de 5773, foi do yahrtzeit do Yismach Moshe.





Fontes:



Nenhum comentário:

Postar um comentário