domingo, 22 de junho de 2014

Curiosidades Judaicas | Vertente Norte da Serra da Estrela





GOUVEIA

 

Postal antigo com vista parcial de Gouveia



Gouveia é uma cidade portuguesa, no Distrito da Guarda, situada na vertente norte da Serra da Estrela. Nesta cidade existiu uma comunidade judaica bem organizada.

Em 1083 D. Fernando I, Magno, Rei de leão e Conde de Castela, integrado no movimento chamado da Reconquista Cristã retomou Gaudela aos Mouros. O primeiro foral de Gouveia foi concedido no ano de 1186 por El-rei D. Sancho I e confirmado por D. Afonso II em Coimbra em 1217.



D. Sancho I e D. Afonso II de Portugal



Porém, esta carta foral desapareceu, como tantas outras. Não se colocando a dúvida da concessão do foral por D. Sancho I, apesar do seu “desaparecimento”, este está relacionado com uma Carta Régia datada de 15 de dezembro de 1481, que determinou a remessa à Corte de todos os forais, a fim de se proceder à respetiva reforma, sob pena de perderem validade. Tal revisão ainda se encontrava por fazer quando D. Manuel I subiu ao trono - situação que levou os munícipes a solicitarem novamente essa revisão, agora nas cortes de Montemor-o Novo de 1495. Nessa altura, o rei impôs, em 1497, o envio à Corte dos forais que ainda não tinham sido entregues, nomeando para tal uma Comissão.  Esta, por exemplo, é uma carta foral  já Manuelina e do ano 1514.



A Judiaria de Gouveia


A judiaria de Gouveia, rodeando a cidade a oeste, ter-se-ia desenvolvido com orientação sul-norte. Iniciada com uma pequena comuna tendo cerca de 50 Judeus em meados do século XV, no final da centúria, seriam quase 200 famílias. Encontravam-se aqui os Adida, Abenazo, Baruc, Faravam, Navarro e Sacuto.


Os Judeus que habitavam Gouveia estiveram sempre ligados ao trabalho da lã, atividade clássica desde há muito nesta cidade. Localizada nas proximidades da Estremadura espanhola, depois da data de expulsão dos Judeus de Espanha, a vinda dos refugiados provocou o desenvolvimento da indústria de lanifícios, praticado então de jeito muito rudimentar, tendo-se modernizado e intensificado o trabalho dos lanifícios. Nomeadamente utilizando engenhos movidos a energia hidráulica, que provinha das ribeiras caudalosas da vila. 



Homenagem aos operários dos lanifícios



Aliás, os judeus espanhóis expulsos construíram no outono-inverno de 1496 uma sinagoga que não chegou a ser inaugurada por causa da ordem de expulsão do Rei Manuel a I de dezembro desse ano. Porém, em 1967 foi encontrada uma pedra pertencente a essa sinagoga numa casa da Rua Nova em plena judiaria de Gouveia. Nessa pedra pode ler-se: 

«A glória desta Última casa será maior que a primeira; Diz o "Hashem" (Senhor) dos Exércitos: a casa da nossa santificação, da nossa glória, e os resgatados pelo Senhor, voltarão e regressarão a Sião em alegria.»



Rua Nova, Gouveia
(não consegui identificar a casa em questão L)


A judiaria de Gouveia englobava toda a parte oeste da cidade, e tem como principais pontos a chamada hoje em dia Rua da República, as Escadas do Ouvinho, a Rua das Flores, Travessa de Santa Cruz.




Fica para a história a força e o ódio, que no período entre 1525 e 1530, fomentado por D. João III atingiu, tornando conhecido este episódio relatado por Meyer Kayserling:

«Em Gouveia foi encontrada em pedaços uma imagem de Maria, muito adorada pelo povo. Este sacrilégio, atribuído aos cripto judeus da cidade, levou à prisão de três deles, que foram soltos após alguns dias. A massa enfurecida acusou os judeus de suborno. [...] O inquérito contra os cripto judeus libertados foi reiniciado por insistência dos moradores. Falsas testemunhas depuseram contra os acusados e, como ficou provado mais tarde, devido a acusações caluniosas, morreram na fogueira como hereges e profanadores de imagens sagradas.»




Vista de Gouveia 1925 | óleo sobre tela 31 x 40 | cm. Museu 
Abel Manta Gouveia, Portugal





Fontes:


Por Caeiro


2 comentários:

  1. Que bom saber da origem que vem o sobre nome Gouveia e muito importante para nos
    parabéns obrigado gostaria de saber mais sobre Gouveia

    ResponderExcluir
  2. Olá Geraldo, se eu encontrar mais informação sobre Gouveia fica desde já prometido que publico. :)

    ResponderExcluir