sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Cartas de Lisboa | Vayechi


Vayechi

”Jacob blessing Ephraim and Manasseh” por Wenceslas Hollar

Na parsha desta semana lemos sobre a formação de duas das futuras tribos do povo judeu, Menashe e Efraim.




Menashe e Efraim eram, naturalmente, filhos de José, e apenas netos de Jacó. No entanto, a partir deste ponto em diante eles são incluídos como líderes por direito próprio, como se fossem os filhos de Jacob.





O que intriga muitos comentaristas é a sequência da conversação que descreve esta nomeação.


Imediatamente depois de mencionar que Efraim e Menashe "são meus, como Reuven e Shimon," Jacó continua discutindo sobre a morte da sua esposa Raquel (a mãe de José) e o seu enterro "a caminho de Efrat". (Bereshit 42: 5-7)



Rachel's Tomb, 1931 por Ludwig Blum

Por que é que Jacó interrompe a sua discussão sobre Efraim e Menashe? Por que traz à baila a história de Raquel?




No Tzror Hamor, o Rabino Abraão Sabá oferece uma explicação muito prática; a morte prematura de Raquel impediu-a de ter mais filhos. Por conseguinte, a adição de Efraim e Menashe, (netos de Raquel) representam Raquel no destino da família como se fossem seus próprios filhos.





Dom Isaac Abravanel, no seu comentário, encontra uma outra dica para essa conexão entre a morte de Raquel e a ascensão dos filhos de José. Na narrativa de Jacó, a localização "Efrat" é mencionada duas vezes. Isto - diz Dom Abravanel, alude a Efraim, cujo nome é semelhante à palavra Efrat.




Jacob está efectivamente a dizer-nos que a inclusão de Efraim como líder, está ligada á morte de Raquel e o seu posterior enterro em Efrat. Menashe, filho mais velho de José teria sido o representante natural da tribo de José e portanto a sua presença não é literalmente falando, uma adição.




O Rebe Lubavitcher discorre sobre esta ideia, explicando que, em última análise, é no mérito de Raquel que Efraim e Menashe se tornaram "Shevatim", líderes do povo judeu.





Quando o povo judeu era levado para o exílio, no caminho e longe de suas casas, eles rezaram no lugar de descanso de Raquel – a sua matriarca.

Raquel, foi enterrada sozinha em Bet-Lechem, longe de Hebron e da caverna de Machpela, "no caminho para Efrat", e foi uma das razões que levaram à escolha de Efraim e Menashe.




Com efeito, Jacó não interrompe este episódio de todo em todo; ele está apenas a dar-nos a informação no cerne desta questão; que Efraim e Menashe foram nomeados, devido à abnegação e sacrifício da sua avó Raquel.




Shabat Shalom!
Cortesia do Rabino


Eli Rosenfeld
chabadportugal.com




Fontes das Imagens:
Rebbe Lubavitcher por Yitzchak Molly

Nenhum comentário:

Postar um comentário