quinta-feira, 30 de maio de 2013

O tio Boris!


A Fuga do Judeu 

Há algumas décadas, havia durante o regime soviético uma perseguição a judeus. Boris, um judeu soviético, já mais velho tentou de todas as formas sair do país.
J J J

Graças a uma lei criada na Ex União Soviética que permitiu a milhares de judeus saírem do país, pois o tio Boris foi um dos felizardos que consegue por fim a permissão para emigrar para Israel, como faziam outros judeus de origem russa.


No dia da partida, na alfândega, um oficial russo revistava a bagagem do tio Boris e de repente ao abrir uma das malas, pergunta:


O que é isto?

- Perdão – disse Boris – o senhor deve perguntar: Quem é este. Este é o busto do camarada Stalin, nosso querido timoneiro e grande dirigente do partido. Eu levo-o para nunca o esquecer.

É verdade, disse o oficial – eu vejo que você pensa diferente dos seus compatriotas judeus, felicito-o. Passe.



Tio Boris chega a Tel Aviv e quando é revistado, o oficial israelita pergunta:


O que é isto?

Perdão, disse Boris – o senhor deve perguntar: Quem é este? Este é o maldito ditador anti-semita Stalin, por quem sofremos tantas desgraças e misérias. Trago este busto comigo para não esquecer e ensinar aos jovens quem tanto nos fez sofrer.


Bom, senhor - disse-lhe o oficial – Você já está em Israel. Pode passar, a sua família espera-o. 


Tio Boris foi recebido com grande alegria por toda a família. Foram todos ao Kibutz, onde haviam preparado uma grande festa de recepção.
Ao chegar lá, outro sobrinho acompanha-o ao quarto e ajuda-o a arrumar as suas coisas. Quando o tio Boris abre a mala, tira o busto e coloca-o sobre a cama, o sobrinho espantado pergunta:



 
Tio Boris, quem é este?

Perdão – disse Boris – você deve perguntar: 
O que é isto? 
E isto querido sobrinho, são: 

Doze quilos de ouro puro!





Fonte:

Retirado do Power Point de António Elisio Portela e enviado pela minha amiga
Maria Augusta Pereira. 


Obrigada Maria, beijinhos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário