sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Cartas de Lisboa | Lâmpada e Luz





Lâmpada e Luz



Em Tehilim, há um belo verso descrevendo o efeito que a Torá tem sobre nós,
 usando a analogia da luz:

"As suas palavras são uma lâmpada para o meu pé e a luz para o meu caminho." (Tehilim 119: 105)



Apesar das palavras em si mesmas serem muito bonitas, qual é a mensagem que pretendem transmitir?


Rabi Yosef Chayon, Rabino de Lisboa no século XV, explica este versículo de maneira muito inspiradora:



O caminho mencionado é a viagem pela vida. Ao caminhar ao longo da vida devemos sempre ter cuidado para não tropeçar. No entanto, uma lâmpada só ilumina a vizinhança imediata, para iluminar completamente todo o caminho é preciso uma luz adicional.



Diz o Rabino Chayon, que esta é a garantia  que estamos recebendo. A Torá e as Mitzvot que fazemos ajudam-nos em todo o percurso da vida. Ao fazer uma Mitsvá, estamos imediatamente seguros de que isso nos ajudará a permanecer na posição vertical iluminando o chão que pisamos. No entanto, iluminar a nossa localização imediata é apenas o começo. À medida que o versículo prossegue, alcançamos a luz e o brilho iluminando todo o "caminho", mesmo a distâncias longas. Segurando firmemente a nossa lâmpada da Torah e das Mitzvot, o nosso percurso na sua totalidade vai-se transformado da escuridão até à luz.



Nesta veia, o Rebe ensinou-nos a aumentar sempre uma Mitsvá com outra Mitsvá, outra luz. Especialmente durante Chanucá, estamos todos focados em trazer o calor e a luz do Judaísmo para o mundo inteiro. Temos a certeza de que colectivamente podemos fazer o mundo brilhar com a luz e a beleza da Torá e Mitzvot.




Junte-se a nós e vamos todos juntos "iluminar" Lisboa e Cascais esta semana com as Velas de Chanucá.



Shabbat Shalom e Chanucá Sameach!

Cortesia do Rabino
Eli Rosenfeld


chabadportugal.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário