sábado, 18 de abril de 2015

Cartas de Lisboa | Shemini




Shemini




Pirkei Avot 1


"O mundo está sustentado em três pilares:


Torá, Avodá (serviço de D-us), e Gemilut Chassadim (Atos de Bondade) " (Pirkei Avot, Capítulo 1, Mishná 2)






O Rabino Yosef Chayon, um rabino Português do século XV, questiona a formulação deste princípio.



"Mas a adoração de D-us e os atos de bondade não fazem parte da Torá?" 

"Por que é que temos a coisa separada em três categorias diferentes?"




Nos ensinamentos Judaicos, uma pessoa é comparada com o universo, é um mundo em miniatura.

Convencionalmente, isto pode ser entendido de modo a refletir a multiplicidade de componentes do ser humano, tão diversas e complexas como as muitas partes do universo.

 O Rabino Chayon explica a profundidade dessa comparação com uma abordagem diferente, baseada nos ensinamentos de Rambam. Ele concentra-se não sobre a grande diversidade que existe, mas sim sobre o denominador comum que liga toda a criação.

 Tudo neste mundo é uma parte da criação de D-us. Enquanto as coisas podem ser diferentes em aparência e função, elas estão unidas na sua causa e propósito comum, como uma parte do mundo de D-us.

Também assim é com o ser humano. Embora existam muitos aspetos diferentes e várias e diferentes experiencias humanas, nós esforçamo-nos para as unir na senda do cumprimento do nosso propósito e lugar na Criação.


Então, como vamos sustentar este mundo complexo? Como podemos unir todos os aspetos de nossa vida para encontrar significado e propósito?


"Torah, Avodá, e Gemilut Chassadim "


A primeira coisa que devemos fazer é estudar, para descobrir os valores e os ideais da Torá. Sem o seu conhecimento e consciencialização não as podemos implementar.


As expressões práticas dos ensinamentos da Torá assumem duas formas, "Avodá" e "Gemilut Chassadim". Enquanto estas são as duas expressões de ação, a sua execução e a implementação do nosso conhecimento sobre elas, assumem formas muito diferentes.


O Serviço de D'us - "Avodá", coloca a ênfase não só no resultado final, mas também no trabalho real envolvido para o produzir. Ao realizar uma Mitzvá que seja exclusivamente entre o homem e Deus, é o processo real, o esforço da Mitzvá que em si mesmo tem um enorme valor ao construir e criar o nosso relacionamento com D-us.


Por outro lado, atos de bondade - "Gemilut Chassadim", ajudando outra pessoa, é uma atividade que deve ser focada nos resultados. Não sobre o processo e o trabalho envolvido, mas sim na realidade dos benefícios alcançados pela pessoa em necessidade.


Embora estas "três coisas" sejam todas expressas de forma diferente e, portanto, listadas separadamente, em última análise, elas estão todas conectadas; unindo-nos na criação de um mundo estável e forte, tanto a nível interno, o nosso "pequeno mundo", como a nível externo, o mundo em geral.


Shabat Shalom!
Cortesia do Rabino


Eli Rosenfeld
chabadportugal.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário