sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Cartas de Lisboa | Bo




BO




Em preparação para o Êxodo, D-us instrui Moisés nos procedimentos para o Korban Pesach, o Sacrifício do Cordeiro Pascal. "Eles pegarão [em algum do] sangue e pô-lo-ão nas duas ombreiras das portas bem como na verga superior das portas.” (Shemot 12:7)




O colocar do sangue do Korban Pesach na parte de fora de todas as casas Judaicas, era para ser uma marca de identificação, para D-us “passar por cima” dessas casas durante a praga do primogénito, de modo a permitir que o Povo Judaico saísse ileso.


Uns quantos versos depois, pode perceber-se o modo como Moisés cumpriu estas instruções quando ele transmite estas palavras ao Povo Judaico. ”Deverão colocar [o sangue] na verga superior e nas duas ombreiras …”


Enquanto Moisés parece meramente repetir as palavras de D-us, ele de facto muda a ordem das instruções apresentadas. Em vez de primeiro mencionar as ombreiras, os lados da porta ele menciona primeiro a verga, a parte superior da estrutura que enquadra a porta.



Porque é que Moisés se permitiria um desvio, mesmo mínimo, em relação 
às palavras de D-us?


O Rabino Avraham Sabba, no Tzror Hamor, refere uma explicação que ilustra a profundidade e a precisão associadas com o que parece ser uma tarefa tao simples.


As ombreiras e a verga, escreve, são muito mais que pontos de referência físicos. Eles simbolizam um tema bem central e explicam porque é que o Povo Judaico teve o merecimento de ser tirado do Egipto.



O Êxodo, diz-nos ele, tem duas componentes principais, a bondade de D-us e o mérito de Moisés e Aarão. As ombreiras e a verga são alusões a estes dois ingredientes. As ombreiras referem-se a Moisés e Aarão, enquanto a verga, a parte superior tudo o demais se refere a D-us.





E é por isto que quando D-us fala a Moisés, ele menciona primeiro as ombreiras, colocando assim o enfase no papel a ser cumprido por Moisés e Aarão na redenção do Povo Judaico.

Moisés por sua vez, faz o oposto. Primeiramente e principalmente, menciona a verga superior, a parte da porta acima de tudo o resto, o símbolo da bondade e do amor de D-us para com o Povo Judaico. (Escrito Shabbat Bo 2013)


Shabat Shalom!
Cortesia do Rabino


Eli Rosenfeld
chabadportugal.com


Fontes das imagens:


Nenhum comentário:

Postar um comentário